4 dicas para aumentar as vendas na crise

Drible a crise e aumente as suas vendas!

Segundo parte de um discurso de John F. Kennedy, presidente dos Estados Unidos, quando escrito em chinês, a palavra “crise” compõe-se de dois ideogramas: um representa perigo e o outro representa oportunidade.

Esta visão otimista dos tempos difíceis faz muito sentido. O perigo existe por que as vendas diminuem e as oportunidades aparecem pelos mesmos motivos. Lembre-se que seu concorrente também estará em crise.

Não é por que a economia está em recessão que as pessoas vão deixar de ter desejos. Marketing é justamente tomar atitudes para satisfazer as necessidades do público-alvo. Faz muito tempo que a figura do comprador passivo vem perdendo posição para a figura do vendedor ativo. Não há mais espaço para mais um tirador de pedido e nem para um “empurrador” de produtos. Marketing é a solução.

Confira a seguir algumas dicas para que você aumente suas vendas na crise.

Demonstre profissionalismo

Esqueça o medo do desafio e encare seus clientes e prospects com o máximo de profissionalismo possível. Tudo conta. Desde seu cartão de visitas até a qualidade do produto final. Não economize nisto. As mídias sociais são particularmente importantes. 

Relacione-se

Venda tudo que puder, nem que o total da compra seja baixo. O importante eéfazer um primeiro contato e criar uma carteira de clientes satisfeitos. A primeira venda é a mais difícil porque o cliente está desconfiado. Trate-o como se ele estivesse gastando todo o dinheiro que tem.

Faça contatos elegantes

Não use textos padronizados e impessoais. Ninguém gosta de ser atendido por um robô. Embora você deva automatizar tudo o que puder, deixe espaço na agenda para cuidar personalizadamente de cada cliente em potencial. É impossível adivinhar de onde virá aquela venda que vai salvar o mês.

Não desperdice fôlego

Use ao máximo o marketing digital. Ele é especialmente importante para selecionar a capacidade de retorno dos seus prospects. Com a técnica correta, é possível fazer uma boa seleção de clientes cujo atendimento deve ser priorizado.

Invista em marketing de conteúdo…

Acabou o tempo do marketing exclusivamente “Outbound”, ou seja, aquele em que você sai correndo atrás do cliente. Panfletos, folders e outras formas de publicidade muitas vezes podem ser encarados pelos possíveis clientes como propaganda institucional. Uma técnica eficiente é o marketing “Inbound”, que é aquele em que o cliente vem ao seu encontro porque você disponibilizou algo que interessa a ele. Quando isso acontece, você saberá que ele tem boas chances de converter um próximo contato em compra.

…e em marketing digital

Não há mais o que discutir. Sem estar presente na mídia digital, você não existe. E não basta um site “meia boca”, é fundamental conhecimento de como funciona a lógica deste ambiente. Emails, sites, blogs e rede social são obrigatórios, principalmente durante a crise. 

Treine sua equipe

Treinamento é outro investimento que é frequentemente desprezado. Não cometa este erro. Se o pessoal de vendas não estiver 100% preparado para lidar com as objeções, a escassez de dinheiro no mercado vai falar mais alto. Na hora da crise o que mais existe são objeções. A boa notícia é que as mesmas objeções valem para o concorrente. Não precisa ser melhor que todo mundo, basta ser melhor do que a concorrência.

Enfim, a hora é de ter calma e fazer mais certo do que nunca. Nem sempre o certo é caro, apenas a crise é que nos obriga a ser mais criativos e ousados. A lição maior que fica é que o meio digital e a estratégia de marketing serão os fatores decisivos para sobrevivência no mercado.

Ainda tem dúvidas ou talvez outras dicas de como aumentar as vendas em tempos de crise? Deixe um comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *